A carreira de jornalismo está em constante evolução e transformação. A ascensão das mídias digitais é a prova disso. A proliferação de desinformação desafia todos os dias os profissionais formados na área, afinal, o jornalismo segue sendo essencial para manter uma sociedade livre e muito bem informada.

Mas apesar dos contras, o avanço das redes sociais também ampliou, ainda mais, as possibilidades de carreira dentro do jornalismo, que antes era restrito apenas à televisão, rádio, jornais e revistas impressas. Blogs, sites e portais ganharam bastante destaque nesse meio.

Neste artigo vamos entender como funciona o mercado de trabalho em Jornalismo, quais são as áreas mais promissoras e o que fazer para se tornar um jornalista. Vamos nessa? Boa leitura!

Quem é formado em jornalismo pode trabalhar em quê?

A formação em Jornalismo abre portas para diversas áreas, tanto na mídia tradicional quanto em plataformas digitais, por exemplo.

Antes era comum que um jornalista recém-formado iniciasse sua carreira como repórter na televisão, e com o passar dos anos, se tornasse editor, redator-chefe ou até diretor de redação. Atualmente, com os avanços das mídias digitais, é normal que esse profissional comece a atuar em blogs, sites ou portais de notícias como redator.

Mas há também outras possibilidades dentro do jornalismo. Além de reportagem, um jornalista pode trabalhar em assessoria de imprensa, fotografia jornalística, marketing digital e entre outras frentes.

A verdade é que as oportunidades são inúmeras, pois a comunicação está presente em tudo. Há profissionais que têm mais aptidão com escrita, já outros dominam mais a linguagem da web e preferem atuar nesse campo, e tem também aqueles que levam jeito para as câmeras.

Abaixo você confere em resumo como a carreira de jornalismo pode ser dividida:

Jornalismo impresso: jornais, revistas e tudo que envolve publicações impressas.

Jornalismo digital: site de notícias, portais, blogs e redes sociais.

Telejornalismo: emissoras de televisão, canais de notícias e produção de conteúdo audiovisual.

Radiojornalismo: emissoras de rádio e podcasts.

Assessoria de imprensa: empresas, órgãos públicos e entidades do terceiro setor.

Produção de conteúdo: trabalha para agências de marketing e mídias sociais como produtor de conteúdo ou analista de redes.

Freelance: produção de conteúdo independente para diversos setores, veículos e plataformas.

Como é trabalhar com jornalismo?

Trabalhar com jornalismo pode ser desafiador. O dia a dia desse profissional é bastante dinâmico, e as atividades podem variar de acordo com a área de atuação.

Mas de modo geral, o trabalho de um jornalista, independente da área que esteja atuando envolve: pesquisa e apuração de informações, produção de conteúdo, edição e revisão, publicação e divulgação e interação com o público principalmente se trabalha com redes sociais.

Como todo e qualquer trabalho, o jornalismo também depende de profissionais que sejam dedicados, criativos, responsáveis e não deixem de lado sua ética profissional. É muito importante que um jornalista esteja sempre atualizado sobre os fatos, tenha habilidades de comunicação e escrita.

Veja também: saiba tudo sobre a graduação em Jornalismo

Quais são as áreas do jornalismo?

Inicialmente, é importante dizer  que para se tornar jornalista é necessário investir em um curso de graduação com duração média de 4 anos.

Como já mencionado neste conteúdo, o jornalismo é um campo bastante amplo e diverso, com diferentes áreas de especialização. Muitos profissionais escolhem sua carreira a partir do que gostam e têm aptidão. Outros optam por aquelas que são mais promissoras e se destacam no mercado de trabalho. A seguir você confere 5 opções de áreas dentro do jornalismo.

Assessoria de imprensa

O trabalho em assessoria de imprensa envolve uma série de responsabilidades voltadas para a gestão da imagem de comunicação de uma organização, empresa ou indivíduo. O seu dia a dia está muito ligado com a mediação com a imprensa, ou seja, ele precisa redigir e distribuir comunicados, organizar entrevistas e coletivas de imprensa, manter contato com jornalistas e veículos de comunicação.

A sua principal responsabilidade é focar na gestão de imagem. Faz parte do seu trabalho monitorar a cobertura das mídias e analisar os impactos das notícias na imagem do seu cliente, por exemplo. Além disso, deve criar estratégias de comunicação para conter as crises.

Jornalismo investigativo

A área de jornalismo investigativo normalmente exige uma especialização/curso de pós-graduação. Trata-se de uma carreira focada em descobrir e expor questões que estão ocultas e são escondidas do conhecimento público. Geralmente, os temas são de grande relevância social, política e econômica, que revelam corrupção, fraudes, crimes e outros problemas.

Esse campo de atuação demanda uma série de habilidades específicas por parte do jornalista, como por exemplo, a abordagem meticulosa e persistente. A apuração dos fatos, profundidade e detalhamento vão além de uma cobertura simples. O jornalismo investigativo exige coletas de dados e entrevistas extensivas.

Jornalismo político

Assim como na área anterior, o jornalismo político também é uma especialização. O dia a dia do jornalista nesse campo de atuação se concentra em cobertura de eventos políticos, processos e figuras políticas. É uma carreira que exige bastante entendimento dos sistemas, capacidade analítica e um compromisso com a imparcialidade.

Jornalismo econômico

Focado na cobertura de notícias e análises relacionadas a finanças, negócios, economia e mercados, a área de jornalismo econômico costuma exigir cursos de pós-graduação para os profissionais que querem ingressar nesse campo.

Essa área do jornalismo demanda uma compreensão aprofundada de conceitos econômicos e é indispensável que o profissional desse setor tenha habilidades analíticas e capacidade de comunicar informações complexas de maneira acessível ao público.

O dia a dia de um jornalista econômico é voltado para o acompanhamento de eventos econômicos globais e locais, relata sobre decisões governamentais que afetam a economia, como por exemplo, alterações nas taxas de juros e políticas fiscais, entre outros temas.

Jornalismo esportivo

Geralmente, atua no jornalismo esportivo aquele profissional que adora e gosta muito de esporte. Tem aptidão para falar de tudo que envolve esse tema, e está sempre por dentro de tudo que acontece.

A rotina de um jornalista esportivo envolve, basicamente, cobertura de eventos esportivos, então ele relata jogos, campeonatos, torneios e outras competições. Também apresenta atualizações em tempo real durante eventos, além de resumos e análises pós-jogo.

Qual área do jornalismo ganha mais?

A faixa salarial de um jornalista varia de acordo com a área de atuação, tempo de experiência, veículo de comunicação e a localização geográfica. De modo geral, o jornalismo não é uma carreira muito valorizada no nosso país. Normalmente, para se atingir uma boa remuneração é necessário investir pesado em especialização e ter bons anos de profissão.

Atualmente, uma das áreas com maior potencial de ganho salarial são as carreiras de jornalismo investigativo e jornalismo internacional.

Vale ressaltar que essa renda pode ser complementada com trabalhos freelancer e outras atividades.

Veja também: saiba como se tornar um Jornalista Esportivo

Qual o salário de um recém-formado em jornalismo?

Um recém-formado em jornalismo no Brasil ganha em média R$ 2.000 a R$ 3.000 por mês, dependendo do veículo ou empresa que trabalha. A localização geográfica também pode influenciar no ganho salarial. No Distrito Federal, por exemplo, um jornalista que acabou de se formar ganha cerca de R$ 3.500 por mês.

Como está o mercado de trabalho para jornalista?

O mercado de trabalho para jornalista continua aquecido, graças a chegada das mídias digitais. Infelizmente, com o passar dos anos é comum que algumas áreas de atuação entrem em declínio e deixem de existir, como é o caso do jornal impresso.

O jornalismo digital é a nova era. A migração da audiência para as plataformas digitais já é uma realidade, então o caminho a percorrer é esse. Há diversas oportunidades para jornalistas que dominam ferramentas online e produzem conteúdos de qualidade.

Outra área que está em constante crescimento é o jornalismo de dados, que carece de profissionais qualificados.

É difícil arrumar emprego na área de jornalismo?

Depende. O mercado de trabalho para jornalistas não é fácil, mas para aqueles que se adaptam, desenvolvem as habilidades necessárias e se mantêm apaixonados pela profissão, as oportunidades podem aparecer mais facilmente.

A verdade é que o profissional de jornalismo precisa sempre estar por dentro de tudo que acontece e alinhado com as exigências e expectativas do mercado. Portanto, invista em formação continuada, faça cursos, participe de workshops e treinamentos para se manter atualizado sobre as últimas tendências da profissão.

Construa um portfólio sólido, reúna seus melhores trabalhos jornalísticos e mostre suas habilidades e experiências. Participe de eventos da área e tenha uma excelente rede de contatos, isso pode fazer toda a diferença para o seu futuro profissional.

Seja proativo, criativo, não deixe de lado a ética profissional e tenha a capacidade de se adaptar para o novo. Todos os dias surgem mudanças, principalmente na área da comunicação. E por fim, mantenha-se apaixonado pelo jornalismo acima de tudo, esse é o ingrediente para o sucesso na área.

Se você chegou até o final desse conteúdo e se interessou pela faculdade de jornalismo, que tal uma bolsa de estudos com até 80% de desconto na mensalidade da sua graduação em comunicação social? Conte com o Amigo Edu para iniciar sua jornada acadêmica e profissional!

CTA faça graduação com bolsa de estudo de até 80% de desconto com o amigo edu

12 comentários em “Veja como está o mercado de trabalho em Jornalismo

  1. Muito interessante ver como o mercado de trabalho em Jornalismo está evoluindo. Além das mudanças na mídia digital, tenho notado como tratamentos estéticos, como o face PRP treatment, estão se tornando populares entre profissionais que desejam manter uma aparência jovem e saudável. É impressionante como a tecnologia está impactando tanto nossas carreiras quanto nossa vida pessoal.

  2. helloI like your writing very so much proportion we keep up a correspondence extra approximately your post on AOL I need an expert in this space to unravel my problem May be that is you Taking a look forward to see you

  3. Your writing is a true testament to your expertise and dedication to your craft. I’m continually impressed by the depth of your knowledge and the clarity of your explanations. Keep up the phenomenal work!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *