A vontade de muitos estudantes é conseguir uma vaga para cursar uma faculdade. Muitos durante anos, tentam de diversas formas, antes de botarem os pés dentro da sala de aula.

Porém, muitas vezes, ao atingir o objetivo tão desejado, alguns estudantes percebem que existe algo de errado. Aquele curso que na teoria parecia tão legal, na prática não tem nada a ver com a sua personalidade. Ou então o curso pode ser incrível, mas o campus ou a universidade se mostram algo que vai de desencontro às expectativas que o estudante possuía.

Quer dizer então que está tudo perdido? Mas é claro que não! Nessas situações, a transferência externa é uma opção.

Quer entender mais como funciona esse processo de transferência de faculdade? Então acompanhe nosso conteúdo, que vamos te contar mais sobre isso!

O que é a transferência de faculdade? 

Dar início a uma graduação pode ser um processo demorado e burocrático. Porém, isso não quer dizer que ele seja irreversível e sim que um aluno pode parar a faculdade no momento que quiser. Mas também existe a possibilidade de trocar de curso.

É totalmente normal começar uma faculdade e ver que aquele campo de estudos, a grade curricular ou o campus da universidade não tem muito a ver com você. Por isso, existe a possibilidade de fazer uma transferência de curso. Colocando em palavras simples, a transferência é o processo de troca de um curso de graduação para outro.

Qual a diferença entre transferência interna e externa? 

Esse processo de transferência de faculdade pode ser interna ou externa. O primeiro acontece quando um aluno decide fazer a troca de um curso dentro do mesmo campus que ele já estuda atualmente. Por exemplo, o aluno estuda na UFRJ e cursa Engenharia Civil, mas deseja mudar para Engenharia de Produção. Nesse momento, ele precisa entrar no processo de transferência interna, para continuar sendo um estudante da UFRJ.

Um processo de transferência externa já é um pouco diferente. Ele vale para alunos que querem trocar de instituição de ensino, seja para o mesmo curso de origem ou para um curso diferente. Por exemplo, um aluno que estuda na USP e quer mudar para a UNIFESP precisa passar pelo processo de transferência externa.

Existe aproveitamento de disciplinas em caso de transferência? 

Sim, existe aproveitamento de disciplinas em caso de transferência interna ou externa. Contudo, você deve se atentar ao curso de origem e para qual você está tentando a transferência.

Geralmente, o aproveitamento de disciplinas acontece em cursos que sejam correlatos, como cursos dentro das Engenharias ou cursos da área da saúde. Nesses casos, o aluno consegue aproveitar disciplinas concluídas para chegar no curso novo poupando tempo de estudo. 

Porém, esse aproveitamento costuma depender muito do grau de exigência da universidade nova, para qual se está mudando. Ela precisa aceitar os requisitos das disciplinas da faculdade antiga, como carga horária e grade curricular. Caso não aceite, mesmo sendo disciplinas ou um curso correlato, o aproveitamento pode não acontecer. 

Como funciona a transferência de faculdade? 

A transferência de uma faculdade para outra pode apresentar algumas particularidades, dependendo instituição de origem e a de destino. Falando de maneira mais específica, de faculdades públicas para faculdades privadas. 

Em alguns casos, o processo de transferência pode ser um pouco mais simples. Em outros, mais complexos.

A seguir, vamos falar sobre as especificidades das transferências entre esses dois tipos de faculdade. Confira!

Transferência de faculdade privada para pública 

Quando falamos sobre a transferência de uma faculdade privada para uma faculdade pública, o aluno precisa ficar atento às vagas remanescentes dos cursos da instituição pública para a qual ele deseja mudar. É bem comum em faculdades públicas, os estudantes desistirem do curso ao longo dos semestres. 

Nesse momento, as faculdades abrem editais com essas vagas que sobram e divulgam em seus portais. Assim, é possível se inscrever e participar do processo seletivo para concorrer a uma dessas vagas. 

O processo geralmente consiste em uma prova, para medir o conhecimento do aluno em relação a outros candidatos. Pontos como grade curricular e notas podem ser levados em consideração também.

Transferência de faculdade pública para privada 

A transferência de uma faculdade pública para uma privada já é bem mais simples. O aluno não precisa prestar nenhum tipo de exame avaliativo. É necessário apenas que existam vagas disponíveis para o curso pretendido e que a documentação do curso de origem e do aluno estejam em dia. 

Geralmente, faculdades públicas possuírem grades curriculares mais intensas do que faculdades particulares. Por isso, é provável que aconteça um bom aproveitamento de disciplina quando o aluno realmente trocar de um curso para o outro. 

Transferência de faculdade pública para pública 

Conseguir realizar um processo de transferência de uma universidade pública para outra é mais difícil do que o tópico que acabamos de falar. Processos para faculdades públicas costumam ser mais concorridos e difíceis do que os processos para faculdades particulares.

Com isso em mente, é importante que o aluno fique atento aos editais lançados pelos portais oficiais da universidade para a qual está se candidatando. Esses editais costumam ter calendários, com datas específicas de exames e avaliação de documentos, por exemplo. Por isso, ficar atento às datas é o principal ponto na hora de conseguir uma vaga tão concorrida.

Transferência de faculdade privada para privada 

Depois da transferência de pública para particular, a transferência de faculdade particular para outra particular é o mais simples entre os que citamos. Para conseguir uma vaga de transferência nessa modalidade, o aluno precisa apenas ficar ligado nas datas de inscrição, para solicitação da transferência, e na matrícula seguinte. 

Ter os documentos solicitados em mãos facilita o andamento do processo, então entre em contato com a faculdade para verificar o que é necessário ter para solicitar a transferência e fazer a matrícula. O aproveitamento de disciplinas costuma ser comum nessa modalidade também.

Documentos para a transferência de faculdade 

A lista de documentos que serão solicitados, com exatidão, variam de uma instituição de ensino para outra. Nessa hora, é imprescindível que o candidato se atente aos requisitos solicitados pela faculdade destino. Vamos falar a seguir os documentos mais comuns solicitados em processos de transferência.

  • Para transferência interna: RG, CPF, histórico escolar e histórico acadêmico.
  • Para transferência externa: RG, CPF, documentos pessoais (ex: título de eleitor), histórico acadêmico e escolar.

291 comentários em “Transferência de faculdade: entenda como funciona!

  1. UFABET สมัครง่าย เว็บตรงยูฟ่าออนไลน์ เว็บคาสิโนออนไลน์ บาคาร่าสด แทงบอล สล็อตพีจี ครบวงจรที่เดียว ฝาก-ถอนออโต้ 30วินาที UFA – ยูฟ่า อันดับ1 ufabetstar365

  2. UFA7-11 UFABET เว็บไซต์พนันออนไลน์ คาสิโนออนไลน์ ที่สมบูรณ์แบบที่สุด มีความ มั่นคง และ บริการเยี่ยม ที่สุด ยูฟ่าเบท ยังคงครอบเป็นอันดับ 1

  3. ufavip666 เว็บบาคาร่าออนไลน์รวมทุกค่ายพนันชื่อดัง เล่นเซ็กซี่บาคาร่า ufavip666 ฟรีเครดิต ได้เงินจริง เว็บรวมคาสิโนออนไลน์ทุกค่าย มีสูตรบาคาร่าให้ทดลองใช้ฟรี

  4. Wow, awesome blog format! How long have you ever been running a blog
    for? you make running a blog glance easy. The entire glance of your site is fantastic, as well as the content
    material! You can see similar here najlepszy
    sklep

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *